Origem: igamingtimes

A Monnos não é um projeto repentino, desde o momento que optamos por nos posicionar com um produto global e competir de igual para igual com os grandes deste setor, foram noites, madrugadas e dias a fio incubados, estudando o mercado, formatando e analisando alternativas de modelagem de produto, desenvolvendo tecnologia, validando escala desta infra estrutura, atraindo pessoas diferenciadas e etc. Todo empreendedor sabe que não é fácil.

Ao longo deste estudo nos deparamos com a necessidade de termos segurança de aportarmos nossas vidas num projeto que fosse perene, precisávamos de uma certeza jurídica e regulamentar para o que estávamos criando e investindo todo nosso conhecimento e dinheiro.

Assim, iniciamos o estudo do entendimento de onde, no mundo, poderíamos ter maior tranquilidade legal e regulatória para explorar as possibilidades que a criptoeconomia traz. Vimos locais renomados como o Vale do Silício nos Estados Unidos, Tel Aviv em Israel, Dubai nos Emirados Árabes, Singapura e outros.

A cidade de Zug — O Crypto Valley

Vista de Zug, "O Crypto Valley". Origem: ETH News

De todos os locais analisados, nenhum deles apresentou mais aspectos positivos do que Zug na Suíça, atualmente conhecida como Crypto Valley. Essa região tem tido um posicionamento bem interessante junto a iniciativas que envolvem cripto e Blockchain, o primeiro aspecto que nos atraiu é uma regulamentação muito clara de como seu modelo de negócio é tratado, tudo muito objetivo, pouquíssima subjetividade, e onde a clareza não existir o órgão regulador se aproxima com abertura para buscar por um formato de enquadramento ou mesmo “sandbox” para análise.

Nossa percepção é que na Suíça os órgãos já entenderam que este é o futuro e que sedimentando frameworks de trabalho atrairá empresas e empreendedores extremamente qualificados e inovadores de todo o mundo, além de gerar emprego e catapultar a economia da região.

Iniciativas de Cripto

Iniciativas de Cripto em Zug Origem: Fintech News

Atualmente, no Crypto Valley já há mais de 50 iniciativas envolvendo Cripto ou Blockchain e a analogia que fazem é de que o mesmo êxodo de empresas de tecnologia ocorrida nos anos 70 e 80 para o Vale do Silício está acontecendo para Zug no que tange cripto.

Outra apreciação feita é que há países pelo mundo que são vistos como Crypto Friendlys, ou seja, são receptivos a cripto e por isso regulamentações menos restritivas e mais fomentadoras. Assim, estar posicionado na Suíça e, em especial em Zug, é estratégico para o nosso modelo e traz segurança para os usuários e para nós que estamos empreendendo num segmento tão novo.

Se inscreva em nosso >>> PRIVATE ROUND <<<

Did this answer your question?